Comecei a ler “The origin of wealth: evolution, complexity and the radical remaking of economics”, publicado por Eric Beinhocker em fevereiro de 2006.

captura-de-tela-2010-02-15-as-19-13-08Sei que o livro já tem alguns anos, o conteúdo não é nenhuma novidade polêmica – mas há controvérsias. Resolvi ler e compartilhar a leitura porque 4 anos é o tempo que dura a gestão de um político eleito. Este ano, teremos eleições presidenciais e há muita expectativa em torno de quem vai assumir o cargo que o presidente Lula ocupou por dois mandatos – e sobre os impactos nos rumos dos negócios.

Além disso, durante as minhas minhas palestras e devido ao meu trabalho como editor do Startupi, todo mundo – inclusive eu mesmo – me pergunta como ganhar dinheiro com startups (empresas de Internet iniciantes). Ou seja, tenho diversos motivos para me interessar pelo assunto e em levá-lo à luz dos que me acompanham.

O dicionário diz que wealth significa:

  • an abundance of valuable possessions or money : he used his wealth to bribe officials.
  • the state of being rich; material prosperity : some people buy boats and cars to display their wealth.
  • plentiful supplies of a particular resource : the country’s mineral wealth.
  • [in sing. ] a plentiful supply of a particular desirable thing : the tables and maps contain a wealth of information.
  • archaic well-being; prosperity.

Ou seja, podemos dizer que o livro aborda a origem da riqueza: evolução, complexidade e o refazer radical da economia.

Recomendo!

Advertisements

One thought on “A origem da riqueza: de onde vem a grana

Comments are closed.